Resenha Livro: “A Essência das Cinco Linguagens do Amor”

“Ele manda flores quando o que você realmente deseja é conversar.
Ela o abraça quando o que você realmente precisa é ser respeitado.

O problema não está em seu amor, mas em sua linguagem de amor.”

        Forte não?! Profundo… Essa frase retirei da contracapa do livro. Uma frase impactante que logo nos faz querer comprar e descobrir o que de precioso tem esse pequeno livro.
        O livro “A essência das cinco linguagens do amor” é uma versão compacta do livro “As cinco linguagens do amor” do autor Gary Chapman. (Gentem eu amoo esse autor!! Ele é um autor cristão e seus livros falam sobre casamento e família!) Eu comprei esse livro para presentear meu marido (na época namorado) em 2010! E nós simplesmente amamos a leitura! (Para variar o livro está todo grifado e como temos algumas anotações pessoais esse eu não costumo emprestar) Depois da leitura maravilhosa desse livro eu comprei o “Linguagens do amor” (Atualmente emprestado para uma amiga! Mas em breve eu faço a resenha pra vocês!) Vamos então a resenha do pequeno e precioso livro “A essência das cinco linguagens do amor”.
         O autor inicia o livro fazendo os seguintes questionamentos: “Por que será que tão poucos casais parecem encontrar o segredo para manter o amor vivo depois do casamento? Como é possível que um casal participe de um workshop sobre comunicação conjugal, ouça idéias maravilhosas para potencializar o diálogo no lar, volte para casa, e ainda assim, sinta-se completamente incapaz de colocar em prática os princípios que acabou de aprender?”
         A partir daí ele fala sobre as diferentes linguagens de amor e a importância de descobrirmos a nossa principal linguagem do amor e a principal linguagem do amor de nosso cônjuge para comunicarmos o amor de forma eficaz. O autor fala a cerca da grande diferença entre paixão e amor. Onde sintetiza de forma clara e objetiva a experiência da paixão que é marcada pela euforia, obsessão,  e a ilusão de que a outra pessoa é perfeita e que esse sentimento durará para sempre. Contudo com o tempo nossos olhos se abrem e começamos a enxergar defeitos que não víamos antes. Traços negligenciados quando o casal ainda estava apaixonado e que agora se revelam imensas montanhas.
 

“Sejam bem vindos ao mundo real do casamento… Nesse mundo, um olhar pode ferir e uma palavra pode magoar. Casais apaixonados podem se tornar inimigos e o casamento, um campo de batalha.” (pág 13)

        Mediante a isso o que fazer? Ficamos destinados a uma vida de tristeza ao lado do cônjuge? Ou abandonamos o barco e tentamos de novo?
        Nenhuma das duas opções é melhor do que reconhecer a experiencia de se apaixonar como um arrombo temporário e descobrir o AMOR de verdade ao lado do cônjuge. Todos nós necessitamos amar e ser amados e a necessidade do amor deve ser suprida a fim de levarmos uma vida emocionalmente saudável.
“Estou convencido de que manter o reservatório de amor totalmente abastecido é tão importante para o casamento quanto cuidar do nível de óleo do carro. Viver o casamento como reservatório de amor vazio pode custar mais caro à relação do que dirigir o carro sem óleo. Seja qual for a qualidade do seu casamento agora, sempre dá para melhorar. Compreender as cinco linguagens do amor e aprender a falar a principal linguagem do amor de seu cônjuge podem afetar radicalmente o comportamento dele.” (pág 11 e 12)
       Descobrir a essência das cinco linguagens do amor é fundamental para uma comunicação perfeita. Assim como as diferenças de linguagem constituem um elemento básico da cultura humana, quando se trata de amor a coisa é bem parecida.
“Não importa quanto você se esforce para demonstrar o amor em português,
 se o seu cônjuge só entende mandarim.”
        Depois de trinta anos de aconselhamento conjugal o autor conclui que existem basicamente cinco linguagens do amor. Ou seja cinco maneiras que as pessoas se expressam e entendem o amor emocional. São elas: 1) Palavras de Afirmação, 2) Tempo de qualidade, 3) Presentes, 4) Atos de serviço, 5) Toque físico.
       É importante descobrir primeiramente a própria linguagem do amor e em seguida a principal linguagem do amor do seu cônjuge e decidir expressá-las. Dessa forma, o reservatório emocional do cônjuge fica abastecido e provavelmente o mesmo irá responder com a sua linguagem do amor.
        O amor é uma escolha. Duas pessoas tão diferentes podem aprender a viver juntas em harmonia e extrair o melhor um do outro. Essas são as recompensas do amor!
 
Informações do Livro
Título: “A Essência das Cinco Linguagens do Amor”
Autor: Gary Chapman
Editora: Mundo Cristão
Páginas:71
Ano: 2008
Assunto: Relacionamento, Casamento
Recomendado? SIM
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s