A procura do Obstetra

obstetra

         Se você chegou a esse post é porque provavelmente está grávida e vivendo um dos melhores momentos da sua vida! Afinal estar grávida é uma dádiva! Um presente de Deus! Se você é mãe de primeira viagem (como eu), os próximos dias serão os dias mais diferentes de tudo o que você já viveu até aqui! Seu corpo, sua mente, sua vida inteira passará por mudanças! E nessa hora você começa a se preocupar se será boa mãe e se vai dar conta do recado! É um verdadeiro desafio! Muitos questionamentos e dúvidas virão pela frente, no entanto por hora a preocupação maior está em saber como está sua saúde e a saúde do seu bebê. E nessa hora, se você já tem um ginecologista/obstetra isso é ótimo! Talvez permaneça com ele! Mas se não tiver, começa então a saga! Quem e como procurar? Nos tópicos abaixo irei colocar alguns critérios para a busca do obstetra, ao passo que eu conto um pouco de como foi minha experiência nessa busca. Afinal a escolha desse profissional é de suma importância para que você tenha um bom acompanhamento do pré-natal, portanto precisa ser confiável e atender as suas expectativas, que com certeza são muitas!

A melhor coisa é a indicação!

        Definitivamente a melhor referência para procurar o profissional é a indicação de alguém que você confie. Como por exemplo alguém da família ou uma amiga que já tenha se consultado com o obstetra. Dessa maneira você colhe relatos de outras pessoas e tem uma segurança maior para então conhecer o obstetra com menos chances de se decepcionar, pois já sabe os “contentamentos” e “descontentamentos” de antemão.

        Quando eu descobri que estava grávida, já tinha certeza que faria o meu pré-natal com a minha ginecologista que também atendia obstetrícia. Triste notícia foi quando toda animada liguei para o consultório para então marcar a consulta e a secretária com toda a simpatia do mundo informou que ela não estava atendendo meu plano. Nesse momento a indicação de uma amiga fez toda a diferença! Ela e o marido me contaram com detalhes a experiencia do pré natal com esse médico. Depois de escolhido, soube de várias pessoas que eu conhecia que fizeram o pré natal com ele, inclusive um amigo (hoje com 30 anos) veio ao mundo com ele! hehe! Tem coisa melhor de se cercar de gente que só fala bem do médico? Você se sente mais segura e confiante! Assim foi comigo!

Atende o seu Plano de Saúde?

       Esse também é um ponto importante. Por isso antes de ficar toda empolgada com as ótimas referências de sua amiga, certifique-se que o profissional escolhido atende o seu plano de saúde, quais as maternidades que ele opera e se o seu plano cobre a maternidade .

        Muito antes de pensar em engravidar eu sempre pensei em escolher a Perinatal. Nunca tinha pisado lá, mas por conta de todas as boas referências que eu tive, o médico eu não tinha mas a maternidade eu tinha certeza! Então esse também foi um dos meus critérios de escolha. Aceita meu plano? Opera na perinatal?

Obstetra Homem ou Mulher?

      Eu não queria de jeito nenhum que fosse um obstetra homem. Como eu disse acima, assim que descobri minha gravidez já tinha certeza que minha obstetra seria a minha ginecologista, como ela não atendia obstetrícia pelo meu plano, comecei a procurar médicas mulheres. Embora algumas pessoas tenham insistido em falar pra mim que médico (homem) é mais atencioso, mais tranquilo, e muitas vezes melhor do que médica (mulher) eu ignorava.  A possibilidade de um médico (homem) para mim estava descartada.  Comecei a minha busca só procurando obstetra (mulher) até que uma amiga super me indicou o seu obstetra (homem).  Ela já tinha uma filha e essa era a segunda gestação dela. Na primeira filha ela fez o pré-natal com uma médica, porém não indicava. No segundo filho ela mudou o obstetra. Seu bebê estava com apenas 4 meses e ela só tinha coisa boa pra falar do médico. No entanto deixei ele como minha última opção! As indicações foram as melhores, no entanto ele era homem… Você até pode achar isso uma besteira! Minha irmã também achou! rs! Ela também havia feito seu pré-natal com um médico (homem) e não tinha o que reclamar. Mas como eu disse (homem) seria minha última opção! Fiz alguns contatos, e por fim fui parar num consultório com uma médica eeeeee … Apesar de todas as fotos de bebês e crianças expostas na mesa de vidro da médica, eu definitivamente NÃO gostei nadica de nada! A começar da recepção, da aparência do consultório, da facilidade para marcação de consulta, e de uma infinidades de coisas que eu poderia comentar aqui, não ia rolar mesmo! Quero frisar que essa não foi uma indicação. Essa foi uma médica aleatória que eu vi na lista de credenciados do plano, dei uma pesquisada do que diziam sobre ela na internet, liguei, marquei e me decepcionei! (Na boa, poderia fazer um post inteirinho sobre esse dia! Seria: “Minha experiência bizzarra com uma obstetra da zona sul). Vida que segue… eu tinha deixado o médico que minha amiga me indicou como última opção, certo? Pois bem, embora tenha sido uma última opção, logo que eu comecei a ligar e marcar consultas, eu tratei de agendar uma consulta com ele. Minha amiga me falara que precisava marcar com antecedência. Passou um mês e já havia até esquecido da consulta, minha amiga me incentivou a ir para pelo menos conhecer e ver o que eu achava, afinal já estava marcado! O que custava ir conhecer? Vai que eu gostasse! Ainda bem que segui o conselho que me dera um dia antes da minha consulta, pois já tinha desistido de ir. Fui então com meu marido, e embora a sua secretária não tenha sido nada simpática (nem por telefone e nem pessoalmente) gostei do ambiente, e ao conhecer o médico pessoalmente, não tive dúvida! Seria ele! Eu senti que seria ele! Me senti segura e confiante na minha primeira consulta! Foi ótimo! E agora com meu bebê já aqui comigo eu só tenho boas referências a dar sobre ele! Tive um acompanhamento de pré-natal excelente e só tenho coisas boas a falar a respeito! E é por isso que eu penso que a melhor coisa é a indicação!

      Se você não tem ou teve indicação de um profissional, vá em busca através dos credenciados do plano, busque referência, e marque uma consulta para conhecer! A primeira consulta é como se fosse uma entrevista neh?! Você vai conhecer o médico, um pouco dos seus ideais e tirar muitas dúvidas! Verá se teve uma boa comunicação com ele e empatia para então decidir se irá permanecer com ele ou não. Por outro lado , ele também irá te entrevistar, mas no caso dele fará perguntas para saber sobre o estado da sua saúde, assim como prescreverá diversos exames que você precisará fazer para então iniciar seu pré-natal.  Outra dica que acho importante é procurar saber se o médico faz parto normal e cesária e qual o tipo de parto que ele mais realiza. E também saber se será ele que fará o parto. Imagina você fazer o seu pré-natal todinho com um médico e no dia do parto ser outro médico???  Nem pensar! Afinal você quer o seu médico, não é mesmo?!  Bom gente! Contei um pouco da minha experiência na busca do meu obstetra ao passo que dei algumas dicas para vocês. Espero que tenham gostado e que seja útil de alguma forma!1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s